Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.16/1028
Título: [Drug rash with eosinophilia and systemic symptoms (DRESS syndrome)]
Outros títulos: Erupção a fármaco com eosinofilia e sintomas sistémicos (síndrome dress)
Autor: Lobo, I.
Ferreira, M.
Velho, G.
Sanches, M.
Selores, M.
Data: 2008
Editora: Centro Editor Livreiro da Ordem dos Médicos
Citação: Acta Med Port. 2008 Jul-Aug;21(4):367-72
Resumo: Adverse cutaneous reactions to drugs are frequent, affecting from 2% to 3% of all hospitalized patients. But only about 2% of these cutaneous reactions are severe and seldom are fatal. The term drug hypersensitivity syndrome refers to a specific severe drug reaction, including skin rash, fever, lymph node enlargement, and single or multiple organ involvement. The cutaneous rash is usually morbilliform. The drugs associated with the syndrome are: anticonvulsants, ACE inhibitors, Beta-blockers, allopurinol and sulphonamides. The differencial diagnosis includes maculopapular rash, exfoliative dermatitis, acute generalized exanthematous pustulosis and Sézary syndrome. The interval between the starting of drug therapy and the onset of cutaneous reactions may be at least one month, and therefore the implication of the drug in the aetiology may be subdiagnosed. As reacções cutâneas a fármacos são frequentes, afectando 2 a 3% dos pacientes hospitalizados, mas só aproximadamente 2% destas são severas. O termo síndrome de hipersensibilidade a fármacos refere-se a uma reacção a fármacos caracterizada por erupção cutânea, febre, linfadenopatia e envolvimento de um ou mais órgãos sistémicos. As lesões cutâneas são normalmente morbiliformes. Os fármacos mais implicados neste tipo de reacções são os anticonvulsivantes, -bloqueadores, inibidores da enzima de conversão da angiotensina, alopurinol e as sulfamidas. O diagnóstico diferencial deverá ser feito com o exantema maculopapular, dermatite esfoliativa, pustulose exantemática aguda generalizada e com a síndrome de Sézary. As manifestações clínicas podem surgir até pelo menos um mês depois do início do fármaco, o que faz com que a implicação etiológica do mesmo possa ser subestimada. A morbilidade é alta e a mortalidade pode atingir os 10%, tornando importante o conhecimento desta patologia.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.16/1028
ISSN: 1646-0758
Versão do Editor: http://www.actamedicaportuguesa.com/pdf/2008-21/4/367-372.pdf
Aparece nas colecções:SD - Artigos publicados em revistas indexadas na Medline
PT - Artigos publicados em revistas indexadas na Medline

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Erupção a fármaco com eosinofilia e sintomas sistémicos.pdf228,84 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.