Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.16/1091
Título: Perfil do grande queimado em cuidados intensivos pediátricos - Experiência de doze anos
Outros títulos: Profile of severe burned patient in a pediatric intensive care unit - twelve years' experience
Autor: Soares, M.
Valente, P.
Vale, M.C.
Estrada, J.
Ventura, L.
Barata, D.
Vasconcelos, C.
Palavras-chave: Acidentes
Criança
Grande Queimado
Unidade de Cuidados Intensivos Pediátricos
Accidents
Child
Severe Burned
Paediatric Intensive Care Unit
Data: Jun-2007
Editora: Nascer e Crescer
Citação: Nascer e Crescer 2007; 16(2): 70-73
Resumo: Introdução: Nos países industrializados cerca de 1% da população requer anualmente tratamento médico por queimadura e 5% destes obrigam a internamento hospitalar. Objectivo: Caracterizar o perfil nosodemográfico do grande queimado pediátrico internado na Unidade de Cuidados Intensivos Pediátricos (UCIP) do Hospital de Dona Estefânia (HDE). População e Métodos: Efectuou-se estudo retrospectivo através da consulta dos processos de todas as crianças internadas por queimadura na UCIP do HDE no período compreendido entre Abril de 1991 e Outubro de 2004. Resultados: Neste período ocorreu um total de 90 internamentos, correspondendo a 80 crianças, sendo 10 referentes a reinternamentos. Os agentes causais foram o fogo em 26 casos (32,5%) e o líquido quente e a corrente eléctrica em 23 (28,8%) casos cada. O maior número de queimaduras ocorreu no grupo etário dos 1 aos 6 anos (n=46). A média da área de superfície corporal queimada foi de 29,6% ± 25,6. Trinta e oito porcento das crianças foram submetidas a suporte ventilatório. Os doentes com queimaduras provocadas pelo fogo apresentaram uma maior área de superfície corporal queimada (45,7 ± 24,7%), uma maior demora de internamento na UCIP (412,5 ± 658,4 horas), um maior índice de intervenção terapêutica (TISS 35,7±9,7) e a uma maior mortalidade. As queimaduras provocadas por corrente eléctrica tiveram menor gravidade. Observaram-se 6 óbitos, todos causados por sépsis. Conclusão: O agente causal mais frequente de queimadura foi o fogo. Mais de metade das crianças internadas por queimadura pertencia ao grupo etário dos 1 aos 6 anos. A principal causa de morte foi a infecção. ABSTRAT Background: In industrialised countries, up to 1% of a population requires medical treatment each year due to burn injury, and 5% of these patients require hospitalization. Objective: To evaluate the characteristics of the paediatric severe burned patients admitted to the Paediatric Intensive Care Unit (PICU) of Dona Estefânia Hospital (HDE). Patients and Methods: Data were collected by the retrospective review of medical record of burn children who were hospitalized in the PICU of HDE, between April 1991 and October 2004. Results: During this period 90 patients were admitted, 10 of then being readmissions. The leading agents were fire in 26 patients (32,5%) followed by hot liquids and electricity in 23 patients (28,8%) each. The highest incidence of paediatric burn were in children aged 1-6 years (n=46). The mean total body surface area burned was 29,6% ± 25,6. Thirty-eight percent of the children were submitted to mechanical ventilation. Fire burn patients presented with a higher total body surface area burned (45,7 ± 24,7%), a higher average durations of PICU length of stay (412,5 ± 658,4 hours), a higher Therapeutic Intervention Scoring System (TISS 35,7±9,7) and mortality. The electrical burns were less severe. There were 6 deaths all caused by sepsis. Conclusions: Fire was the most frequent burn agent. More than half of the children admitted were aged 1-6 years. Infection was the leading cause of mortality.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.16/1091
ISSN: 0872-0754
Aparece nas colecções:RN&C: Ano de 2007

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
PerfilDoGrandeQueimado_16-2_Webl.pdf83,71 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.