Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.16/1109
Título: Abordagem da criança e adolescentes hipertensos
Outros títulos: Clinical Management
Autor: Correia, A.
Data: Set-2007
Editora: Nascer e Crescer
Citação: Nascer e Crescer 2007; 16(3): 158-167
Resumo: A hipertensão arterial (HTA) na criança tem uma prevalência estimada entre 1% e 3%, embora seja com frequência sub diagnosticada. A HTA secundária é mais frequente na criança pré-adolescente e a principal etiologia são as causas renais. A HTA severa não tratada na criança tem um risco elevado de morbilidade e mortalidade. A prevalência da HTA severa é mais baixa, cerca de 0,1%. Os benefícios de diagnosticar e identificar a HTA ligeira ou valores de tensão arterial (TA) no limite superior do normal são actualmente considerados importantes, porque a predisposição para a hipertensão essencial no adulto pode iniciar-se na idade pediátrica. A HTA primária ou essencial é mais frequente nos adolescentes, está associada a múltiplos factores de risco incluindo obesidade e história familiar de hipertensão. Tem sido verificada uma maior incidência da HTA em idade pediátrica, devido ao aumento da HTA primária ou essencial. Esta hipertensão arterial está associada ao excesso de peso e obesidade e a uma complexa interacção de factores genéticos e ambientais, sendo o seu rastreio de extrema importância. A epidemia de obesidade em pediatria, o risco de HTA e desenvolvimento de hipertrofia ventricular esquerda, a evidência do início precoce da arteriosclerose na criança, implicam uma detecção precoce e intervenção na HTA na criança de modo a reduzir os riscos a longo prazo. Nos últimos anos a determinação da TA tem sido colocada em evidência como uma componente importante do exame físico em pediatria, que conduz ao diagnóstico precoce de HTA na criança. A HTA na fase inicial tem geralmente sido considerada uma situação assintomática; no entanto dados recentes demonstram que muitas crianças com HTA têm evidência de lesões de órgão alvo. Na avaliação da criança com HTA, a confirmação de TA persistentemente elevada é da maior importância. A avaliação inicia-se por uma história clínica bem detalhada e orientada para os factores que levam à HTA e um exame físico completo. Depois uma investigação apropriada com exames laboratoriais e estudos especializados, que deve ter em atenção a idade da criança e a severidade da HTA. A investigação deve preocupar-se não só com a etiologia da hipertensão, mas também com os seus efeitos em órgãos alvo. A HTA essencial do adulto inicia-se na infância. A determinação adequada da TA nas consultas pelo pediatra deve fazer parte do exame. Quando descoberta HTA deve ser investigada para ser adequadamente tratada. Todas as crianças com HTA confirmada necessitam de uma vigilância prolongada. O tratamento não farmacológico inclui redução de peso, exercício e modificações na dieta. As recomendações para o tratamento farmacológico são a hipertensão sintomática, evidência de lesão de órgão alvo, hipertensão no estádio 2, hipertensão no estádio 1 não controlada com modificações do estilo de vida, e hipertensão com diabetes mellitus. A HTA e a obesidade são um problema de saúde pública em todo o mundo. Coincidente com o agravamento da epidemia de obesidade, uma recente avaliação indica que a incidência da TA nas crianças de todas as raças tem aumentado na última década(1). Vários estudos demonstram que a lesão de órgão alvo está com frequência presente na criança com HTA e no adulto jovem, incluindo aumento da arteriosclerose, espessamento da íntima da carótida, hipertrofia ventricular esquerda, proteinúria e alteração moderada da função cognitiva.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.16/1109
ISSN: 0872-0754
Aparece nas colecções:RN&C: Ano de 2007

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
AbordagemDaCrianca_16-3_Web.pdf128,37 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.