Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.16/1192
Título: O vírus da imunodeficiência humana no contexto da procriação medicamente assistida: aspectos técnicos e considerações éticas
Outros títulos: Human immunodeficiency virus in medically assisted reproduction context: technical aspects and ethical considerations
Autor: Pires, I.
Palavras-chave: Procriação medicamente assistida
vírus da imunodeficiência humana (VIH)
serodiscordante
seroconcordante
Medically assisted reproduction
human immunodeficiency virus (HIV)
serodiscordant
seroconcordant
Data: Dez-2006
Editora: Nascer e Crescer
Citação: Nascer e Crescer 2006; 15(4): 233-239
Resumo: No início da epidemia da SIDA, devido ao mau prognóstico das pessoas infectadas com a doença, os casais com um parceiro infectado com VIH eram desencorajados de planear uma gravidez. Actualmente, a SIDA mantém-se como uma condição grave a nível mundial, e mesmo nos países industrializados onde estão disponíveis tratamentos inovadores e eficazes, a infecção por VIH continua a ser uma doença crónica com elevada morbilidade e mortalidade. No entanto, graças às terapias anti-retrovirais, a expectativa e qualidade de vida de muitos pacientes seropositivos aumentaram drasticamente durante os últimos dez anos. Além disso, tanto o risco de transmissão horizontal como vertical diminuiu, encorajando muitos casais com um parceiro infectado com VIH a criar expectativas de maternidade. As técnicas de reprodução medicamente assistida podem minimizar o risco de contaminação do parceiro não infectado e ajudar os casais a engravidar. ABSTRACT At the beginning of the AIDS epidemic, because of the poor prognosis of those infected with the disease, couples with an infected HIV partner were discouraged from planning a pregnancy. Nowadays, AIDS remains worldwide a serious condition, even in industrial countries where efficient and innovative treatments are available, HIV infection remains a chronic disease with high morbidity and mortality. Nevertheless as a result of the development of anti-retroviral therapies, life expectation of many seropositive patients, and their quality of life, have improved dramatically during the last ten years. Furthermore, both horizontal and vertical transmission risk have decreased and many couples with an HIV-partner may now consider parenthood. Assisted reproductive techniques can minimize the risk of contamination of the uninfected partner and help couples to conceive.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.16/1192
ISSN: 0872-0754
Aparece nas colecções:RN&C: Ano de 2006

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
oVirusDaImunodeficiencia_15-4_Web.pdf87,55 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.