Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.16/1230
Título: "Não se está mesmo a ver?" - Avaliação da imagem corporal por crianças dos 7 aos 12 anos
Outros títulos: "Can't you just see it?" - Children's (7-12 years old) body image evaluation
Autor: Salvado, R.
Silva, L.
Palavras-chave: Obesidade infantil
imagem corporal
intervenção na comunidade
Childhood obesity
body image
community intervention
Data: Mar-2009
Editora: Nascer e Crescer
Citação: Nascer e Crescer 2009; 18(1): 13-18
Resumo: Objectivos: Este estudo teve como objectivo avaliar a percepção da imagem corporal pelas próprias crianças e pelos seus pais, bem como o grau de satisfação pessoal com essa imagem, numa população pediátrica do sul de Portugal. Material e métodos: Os dados foram obtidos durante a Primeira Jornada Nacional de Rastreio da Obesidade Infantil, em Évora, a 17 de Fevereiro de 2007. Classificou-se a população infantil participante segundo o percentil de IMC. As crianças entre os 7 e 12 anos e respectivos pais aplicou-se a “Children’s Body Image Scale” para avaliação da discrepância entre a percepção da imagem corporal das crianças (avaliada pelas próprias e pelos pais) e a imagem real e o grau de satisfação com a última. Resultados: Rastrearam-se 52 crianças, com uma idade média de 7,2 anos, 71,2% do sexo feminino. Destas, 38,4% tinham excesso de peso/obesidade. Das crianças com idades entre os 7 e 12 anos (n=24): 70,8% avaliaram erradamente a sua imagem corporal, a maioria (80,5%) subvalorizando-a; 70,8% estavam insatisfeitos com a sua imagem corporal, factor que depende do IMC das crianças (qui-quadrado, p=0,003). Em 84,2% dos casos os progenitores avaliaram os seus filhos como tendo um IMC menor que o real. Conclusão: As crianças entre os 7 e os 12 anos com excesso de peso/obesidade têm consciência da não adequação do seu peso, mostram-se insatisfeitas quanto a ele e desejam ter uma imagem corporal correspondente a um IMC menor. Se os pais reconhecerem o excesso de peso/obesidade dos seus filhos será mais fácil ajudá-los a adquirir hábitos de vida saudáveis ajudando a evitar distúrbios do comportamento alimentar. ABSTRACT Objectives: The aim of this study was to assess self perception and parental perception of child body size and children’s degree of satisfaction about their own body image in a preadolescent population in the south of Portugal. Material and Methods: Data was obtained during the First National Journey on Childhood Obesity, in Évora on the 17th February 2007. Children were classified according to BMI (Body Mass Index) percentile. The questionnaire Children’s Body Image Scale was applied to children aged 7 to 12 years and their parents, in order to evaluate discrepancies between the true and the perceived BMI category and children’s satisfaction about their own body size. Results: Fifty two children were assessed, 71,2% female, aged 2 to 18 years (mean age: 7,2 years) Overweight/ obesity was present in 38,4%. The sample of the study consisted of 24 children, aged 7 to 12 years and their parents. The majority of children (70,8%) had a distorted perception of their body image, being predominantely negative (80,5%). The frequency of dissatisfaction was 70,8%. The satisfaction degree had a positive correlation with children’s BMI (p=0,003). Parental perception of their children’s BMI image was inferior to the real one in 84,2% of the cases. Conclusion: Children between 7 and 12 years that are overweight/obese have consciousness about their excess of weight, present body dissatisfaction and wish to change their body image. Parental recognition of children’s overweight/obesity, is important in promoting a healthier lifestyle and eating behaviour that will ultimately be of great help to prevent eating disorders.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.16/1230
Aparece nas colecções:RN&C: Ano de 2009

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
AvaliacaoImagem_18-1.pdf188,9 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.