Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.16/1269
Título: Alimentação em situações especiais - dislipidémia
Outros títulos: Nutrition in special conditions - dyslipidemia
Autor: Mansilha, H.
Palavras-chave: Dislipidemia
Pediatria
colesterol
farmacoterapia
rastreio
Dyslipidemia
pediatrics
cholesterol
drug therapy
screening
Data: Set-2009
Editora: Nascer e Crescer
Citação: Nascer e Crescer 2009; 18(3): 202-207
Resumo: Os pediatras têm vindo a tornar-se cada vez mais conscientes da necessidade de prevenir, rastrear, diagnosticar e tratar a dislipidemia na infância e adolescência. De facto, evidência científica significativa sustenta o conceito de que antecedentes determinantes de doença cardíaca no adulto podem ser identificados em idade pediátrica, e estudos prospectivos têm relacionado a presença de factores de risco cardiovascular nesta idade com o desenvolvimento de lesões ateroscleróticas prematuras. A dislipidemia raramente tem consequências adversas para a saúde na infância, mas os seus efeitos a longo prazo, tais como eventos clínicos cardiovasculares que se encontram entre as principais causas de morbilidade e mortalidades dos países industrializados, realçam o interesse do rastreio de anomalias lipídicas nas crianças. O objectivo desta revisão será analisar a recente evidência científica da associação das anomalias lipídicas com a arteriosclerose precoce, do impacto da obesidade de contornos epidémicos e outras patologias nos lípidos na infância, relações essas que poderão colocar as crianças e os adolescentes em risco acrescido para aterosclerose acelerada. De facto, o processo patofisiológico subjacente às lesões ateroscleróticas é complexo e resulta da interacção entre as lipoproteínas circulantes, mediadores inflamatórios, e uma variedade de células, que conduz à acumulação de partículas de lipoproteínas de colesterol de baixa densidade sob a camada endotelial arterial. É também revisto os aspectos clinicamente relevantes das vias metabólicas das lipoproteínas, no sentido de reconhecer e classificar os tipos mais importantes de dislipidemia, nomeadamente a hipercolesterolemia familiar. Embora a principal prevenção na infância do desenvolvimento dos factores de risco da doença cardiovascular prematura permaneça assente nas recomendações sobre o estilo de vida, um subgrupo de crianças pode necessitar de terapêutica para baixar os lípidos, antes da vida adulta. Assim, são apresentadas recomendações de orientação da decisão relativa à selecção de doentes de alto risco para aterosclerose acelerada, que possam necessitar de abordagem farmacológica das suas alterações lipídicas. Portanto, esta revisão sumariza a evidência actual sobre o impacto directo da dislipidemia no desenvolvimento do processo aterosclerótico facultando estratégias potenciais de prevenção e tratamento durante a infância e a adolescência. ABSTRACT Pediatricians have long been aware that dyslipidemia needs to be prevented, screened, diagnosed and treated in childhood and adolescence. In fact, a significant body of evidence supports the concept that the antecedents of adult heart disease can be identifi ed in childhood and the prospective studies have linked the presence of cardiovascular risk factors to early atherosclerotic lesions, in pediatric population. Dyslipidemia rarely leads to adverse health outcomes in childhood, but its long-term effects such as clinical cardiovascular events that are among the leading causes of morbidity and mortality in industrialized nations, raises interest in screening children for lipid abnormalities. The goal of this review is to examine new evidence on the association of lipid abnormalities with early atherosclerosis, the impact of the obesity epidemic and other medical conditions on lipids in childhood,that places children and adolescents at higher risk for accelerated atherosclerosis. Indeed, the pathophysiologic process behind atherosclerotic lesions is complex and results from the interplay between circulating lipoproteins, infl ammatory mediators, and a various cell types leading to accumulation of lowdensity lipoprotein cholesterol particles beneath the arterial endothelial layer. It is also reviewed the clinically relevant aspects of lipoprotein metabolism pathways in order to recognize and classify the most important types of dyslipidemia, namely familial hypercholesterolemia. Although the prevention of risk factors development of premature cardiovascular disease through lifestyle recommendations remains the mainstay of pediatric management, a subgroup of children may require lipid-lowering drug therapy before reaching adulthood. Thus, recommendations are provided to guide decision-making with regard to patient screening at high risk for accelerated atherosclerosis who might require pharmacological management of lipid abnormalities. Therefore, this review summarizes the current evidence for the direct impact of dyslipidemia on atherosclerotic process development and provides potencial prevention and treatment strategies during childhood and adolescence.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.16/1269
ISSN: 0872-0754
Aparece nas colecções:RN&C: Ano de 2009

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Dislipidemia_18-3.pdf144,07 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.