Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.16/1380
Título: Doenças linfoproliferativas crónicas T e NK
Autor: Lima, Margarida
Data de Defesa: 2004
Editora: Instituto de Ciências Biomédicas de Abel Salazar - Universidade do Porto
Resumo: As doenças linfoproliferativas crónicas (DLPC) de linfócitos T e de células NK são doenças raras com características clínico-biológicas ainda pouco definidas. Para além da sua raridade, os maiores obstáculos à sua identificação e caracterização têm sido a diversidade e complexidade fenotípica dos linfócitos T e das células NK, associados à ausência de critérios fenotípicos que permitam estabelecer o diagnóstico de suspeita de (mono) clonalidade e ao desconhecimento sobre a existência e incidência de fenótipos verdadeiramente aberrantes associados a estas DLPC. Este trabalho teve como objectivo aprofundar o conhecimento das DLPC de linfócitos T e de células NK maturas, utilizando uma abordagem baseada na avaliação da utilidade dos estudos imunofenotípicos para confirmação de suspeita de (mono) clonalidade, para a identificação e caracterização de células T e NK neoplásicas e para a compreensão das manifestações clínicobiológicas e da etiopatogenia destas doenças. Com o intuito de estabelecer as bases para definir os critérios fenotípicos de (mono) clonalidade e identificação de linfócitos T e de células NK neoplásicas, efectuamos o estudo imunofenotípico detalhado dos linfócitos T e das células NK do sangue periférico de indivíduos adultos saudáveis e de indivíduos adultos com diferentes condições patológicas associadas à estimulação aguda ou crónica destas células e comparamos o perfil imunofenotípico e o repertório de famílias de regiões variáveis da cadeia b do receptor da célula T de expansões monoclonais de linfócitos T e de células NK com os de expansões policlonais e oligoclonais das mesmas células. Para ultrapassar os obstáculos inerentes à raridade destas DLP, estabelecemos um protocolo multicêntrico centralizado no Hospital Geral de Santo António (Porto) e no Hospital Universitario de Salamanca (Salamanca) e orientamos a nossa atenção para a identificação e caracterização de fenótipos aberrantes associados às neoplasias de células T e NK. Das DLPC estudadas, escolhemos como modelos de estudo três grupos: as linfocitoses crónicas de linfócitos grandes granulares T CD4+ e as linfocitoses crónicas de linfócitos grandes granulares NK, cujas características clínico-biológicas eram, até hoje, praticamente desconhecidas e o Síndrome de Sezary, uma forma particular de linfoma T cutâneo que, embora já bem definido do ponto de vista clínico e histopatológico, estava ainda mal caracterizado do ponto de vista fenotípico. Nestes três tipos de DLPC, fizemos um estudo detalhado do perfil fenotípico e funcional da célula linfóide neoplásica,caracterizamos e interpretamos as manifestações clínicas da doença e avançamos com algumas hipóteses relativamente à sua etiopatogenia.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.16/1380
Aparece nas colecções:Trabalhos Académicos

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Tese-M.Lima-2003.pdf704,5 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.