Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.16/1552
Título: Depressão nos adolescentes – mito ou realidade?
Outros títulos: Depression in adolescents - myth or reality?
Autor: Resende, C.
Santos, E.
Santos, P.
Ferrão, A.
Palavras-chave: Depressão
adolescência
antidepressivo
psicossomático
Depression
adolescence
antidepressant
psychosomatic
Data: Set-2013
Editora: Nascer e Crescer
Citação: Nascer e Crescer 2013; 22(3): 145-150
Resumo: RESUMO Introdução: A adolescência é um período de grandes mudanças a nível biopsicossocial, o que torna esta fase mais vulnerável a alterações psicológicas. A depressão surge como uma entidade clínica cada vez mais prevalente, podendo ser precursora de psicopatologia no adulto. Objetivos: Avaliar a prevalência e caracterizar a população de adolescentes com síndrome depressivo na consulta de adolescência. Material e métodos: Estudo retrospetivo e analítico, com base nos dados obtidos dos 91 processos clínicos dos doentes seguidos na consulta de adolescência com o diagnóstico de distúrbio depressivo, no período de janeiro de 2003 a dezembro de 2011. Resultados: O diagnóstico de distúrbio depressivo foi feito a 91 adolescentes (N=91). Verificou-se um predomínio do sexo feminino. A idade média do diagnóstico foi de 14,8 anos. Os adolescentes foram referenciados principalmente dos Cuidados de Saúde Primários e da Urgência Pediátrica (26,4 e 22%, respetivamente). Os principais sintomas à apresentação foram a tristeza/ labilidade emocional/choro fácil (61,5%). Os sintomas psicossomáticos estiveram presentes em 30,4% dos adolescentes. Em 64,8% dos casos foi identificado um contexto desfavorável, sendo os problemas/conflitos familiares o mais frequente (38,5%). Verificou-se ideação suicida em 28,6% dos casos, com para-suicídio em 21%. Em 60,4% foi pedida colaboração de outras consultas (71% pedopsiquiatria). Iniciaram medicação 76,9% dos adolescentes, sendo a fluvoxamina o fármaco mais usado. Conclusão: A perturbação depressiva no adolescente tem aumentado nos últimos anos. Os médicos dos cuidados de saúde primários são os primeiros a tomar contacto com esta problemática. Assim, é importante a identificação precoce de adolescentes em risco de desenvolver esta patologia.
ABSTRACT Introduction: Adolescence is a period of changes, making this phase more vulnerable to psychological disturbances. The Depressive Disorder is a clinical entity increasingly prevalent and may be a precursor of adult psychopathology. Objectives: To evaluate the prevalence and characterize the population of adolescents with depressive syndrome in an adolescent consultation. Methods: Retrospective and analytical study, based on data obtained from 91 medical records of patients followed in the adolescence office with the diagnosis of depressive syndrome in the period of January 2003 to December 2011. Results: The diagnosis of depressive syndrome was made in 91 adolescents. There was a predominance of females. The average age of diagnosis was 14.8 years. The adolescents were referred mainly from the Primary Health Care and Emergency Paediatric (26.4 and 22%, respectively). The main symptoms at presentation were sadness / emotional lability / tearfulness (61.5%). Psychosomatic symptoms were quite prevalent accounting for 30.8%. In 64.8% of cases an unfavourable context was identified, and the family conflicts were the most frequent (38.5%). There was suicidal ideation in 28.6% of cases with para-suicide in 21%. In 60% it was necessary collaboration from other specialties (71% child psychiatry). Medication was started in 76.9% of adolescents, the most widely used drug was fluvoxamine. Conclusion: Depressive disorder in adolescents has been increasing in recent years. Frequently, the Primary Health Care physicians are the first to contact with this situation. It is important the early identification of adolescents at risk of developing this disease.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.16/1552
ISSN: 0872-0754
Aparece nas colecções:RN&C: Ano de 2013

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
v22n3a03.pdf283,09 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.