Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.16/1553
Título: Grande queimado numa Unidade de Cuidados Intensivos Pediátricos – experiência de 20 anos
Outros títulos: Severely burned patient in a pediatric intensive care unit – 20 years experience
Autor: Francisco, T.
Nóbrega, S.
Valente, R.
Santos, M.
Pereira, G.
Estrada, J.
Serafim, Z.
Ventura, L.
Palavras-chave: Doente queimado
criança
Unidade de Cuidados Intensivos Pediátricos
Burned patient
child
Paediatric Intensive Care Unit
Data: Set-2013
Editora: Nascer e Crescer
Citação: Nascer e Crescer 2013; 22(3): 151-157
Resumo: Introdução: A abordagem inicial do grande queimado até à sua estabilização hemodinâmica e hidroeletrolítica é fundamental para diminuir a morbimortalidade. Material e Métodos: Estudo retrospetivo, descritivo e analítico, de todos os internamentos por queimadura numa Unidade de Cuidados Intensivos Pediátricos durante o período de 20 anos (Abril/1991 a Dezembro/2010). Avaliaram-se parâmetros nosodemográficos, agente causal, gravidade e extensão da queimadura, procedimentos, terapêutica, complicações e resultados. Resultados: Ocorreram 137 internamentos por queimadura correspondentes a 123 doentes e a 1,8% do total de internamentos na UCIP. A mediana de idade foi 3,6 anos e 62,4% era do sexo masculino. Verificou-se maior incidência em Agosto (13,0%). Foram agentes da queimadura: líquido fervente (38,1%), fogo (38,1%) e eletricidade (23,9%). A mediana da superfície corporal queimada foi de 30% (0,5-92,0%), com queimaduras do terceiro grau em 59,0% dos doentes. Necessitaram de ventilação mecânica 45,5% e de cateter venoso central 64,2% dos doentes. As complicações incluíram: sépsis (29,2%), falência respiratória (21,1%), falência cardiovascular (16,5%) e falência multiorgânica (18,8%). Verificou-se melhoria em 88,6% dos casos e ocorreram 10 óbitos (8,1%), nove dos quais nos primeiros 10 anos do estudo e nove devido a causa infeciosa. No entanto, o score avaliador do risco de mortalidade (PRISM), índice de intervenção terapêutica (TISS) e o risco de probabilidade de morte (RPM) foram mais elevados no segundo decénio. Conclusões: Nos últimos anos do estudo, apesar do maior número de admissões e da sua maior gravidade, verificou-se uma diminuição do número de mortes, o que poderá dever-se à melhoria dos cuidados prestados.
ABSTRACT Background: Initial approach of severely burned patient until hemodynamic and hydroelectrolytic stabilization is crucial to minimize morbidity and mortality. Material and methods: Retrospective descriptive and analytic study of all burned patients admitted in a Paediatric Intensive Care Unit during a 20 year period (between April/1991 and December/2010). Nosodemographic data, causal agent, severity and extension of burn, procedures, treatment, complications and outcome were analyzed. Results: There were 137 admissions for burn, corresponding to 123 patients and to 1.8% of all admissions in the PICU. The median age was 3.6 years, and 62.4% were male. Higher incidence of cases was found in August (13.0%). Burning agents were: boiling liquid (38.1%), fire (38.1%) and electricity (23.9%). The median total body surface burned area was 30% (0.5 - 92.0%), 59.0% corresponding to third degree burns. Mechanical ventilation was needed in 45.5% and central venous catheter in 64.2% of patients. Complications included: sepsis (29.2%), respiratory failure (21.1%), cardiovascular failure (16.5%) and multiorgan failure (18.8%). Patients recovered in 88.6% of cases and there were 10 deaths (8.1%), nine of them in the first 10 years of the study, and nine due to infection. However, the paediatric risk of mortality score (PRISM, the therapeutic intervention scoring system (TISS) and the risk probability of death (RPM) were higher in the second decade. Conclusion: In the last years of the study, despite the higher number of admissions and greater severity, there was a decrease in the number of deaths, which may be related to the improvement of care in these patients.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.16/1553
ISSN: 0872-0754
Aparece nas colecções:RN&C: Ano de 2013

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
v22n3a04.pdf329,5 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.