Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.16/1564
Título: Celulite Periorbitária e Orbitária: casuística de 11 anos
Outros títulos: Orbital and periorbital cellulitis: an 11-year case series
Autor: Monteiro, G.
Dias, A.
Teixeira, E.
Pereira, J.
Santos, E.
Palavras-chave: Celulite orbitária
doenças da órbita
criança
adolescente
Orbital cellulitis
orbital diseases
child
adolescent
Data: Set-2013
Editora: Nascer e Crescer
Citação: Nascer e Crescer 2013; 22(3): 158-161
Resumo: RESUMO Introdução: As celulites da região orbitária são uma patologia relativamente comum, em idade pediátrica, com um potencial de gravidade estimável. Objetivos: A presente casuística tem como objetivo a revisão da epidemiologia, etiologia e abordagem terapêutica dos casos de celulite da região orbitária internados no Serviço de Pediatria do Centro Hospitalar Tondela-Viseu (CHTV), no período de 11 anos. Material e Métodos: Estudo retrospetivo dos processos clínicos de crianças internadas entre Janeiro de 2000 e Dezembro de 2010. Resultados: Das 93 crianças internadas, 94% foram celulites periorbitárias (CPO) e 6% celulites orbitárias (CO). A média de idades foi de seis anos e o sexo masculino predominante (61%). O traumatismo foi a causa conhecida mais comum (12 %). O cefuroxime foi o antibiótico de primeira linha em 84% dos casos que, na sua maioria, evoluíram favoravelmente. Verificaram-se complicações em cinco dos seis doentes com CO (83%). Não se verificaram óbitos. A maioria foi orientada para o médico de família. Conclusões: Destaca-se a importância do reconhecimento de uma CPO vs CO pela necessidade de diferentes abordagens clínicas e maior incidência de complicações nas últimas.
ABSTRACT Introduction: Cellulitis of the orbital region are a common pediatric illness, which can be potentially severe. Objectives: The present study reviews the epidemiology, etiology and therapeutic approach of cases of cellulitis of the orbital region admitted at the Pediatric Department of Hospital Center Tondela-Viseu (CHTV), in 11 years. Material and Methods: Retrospective analysis of the clinical records of children admitted between January 2000 and December 2010. Results: Of the 93 children admitted, 94% had periorbital cellulitis (POC) and 6% orbital cellulitis (OC). The average age was six years and they were predominantly male (61%). Trauma was the most common known cause (12%). Cefuroxime was the first line antibiotic in 84% of cases, and the majority had a good outcome. There were complications in fi ve of the six patients with OC (83%). There were no deaths. The majority were referred to their family doctor. Conclusions: We highlight the importance of the distinction between POC vs OC, as they require different clinical approaches. OC is associated with a higher incidence of complications.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.16/1564
ISSN: 0872-0754
Aparece nas colecções:RN&C: Ano de 2013

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
v22n3a05.pdf233,25 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.