Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.16/1567
Registo completo
Campo DCValorIdioma
degois.publication.firstPage171por
degois.publication.lastPage173por
degois.publication.locationPorto, Portugalpor
degois.publication.titleNascer e Crescerpor
dc.contributor.authorDias, A.-
dc.contributor.authorPinheiro, L.-
dc.contributor.authorAlmeida, E.-
dc.date.accessioned2014-02-19T15:42:50Z-
dc.date.available2014-02-19T15:42:50Z-
dc.date.issued2013-09-
dc.identifier.citationNascer e Crescer 2013; 22(3): 171-173por
dc.identifier.issn0872-0754-
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10400.16/1567-
dc.description.abstractRESUMO Objetivo: Apresentar o caso de duas crianças com encurvamento dos membros inferiores condicionado por deformidades angulares da tíbia e discutir os seus diagnósticos diferenciais. Descrição do caso: Apresenta-se o caso de duas crianças referenciadas a uma consulta de Ortopedia Pediátrica por encurvamento dos membros inferiores. Não apresentavam manchas cutâneas ou outras particularidades ao exame objetivo. O exame clínico e imagiológico foi compatível com deformidade póstero-medial congénita da tíbia. A evolução clínica foi favorável, com resolução espontânea da deformidade e sem dismetria dos membros. Discussão: A deformidade póstero-medial congénita da tíbia é uma entidade rara, havendo escassos casos relatados. A sua incidência real permanece desconhecida. Implica o diagnóstico diferencial com pseudartrose congénita da tíbia, quase sempre relacionada com a neurofibromatose. A maioria das vezes o tratamento é conservador, atendendo a que tende a resolver espontaneamente (a maioria até aos 8 anos), sem qualquer repercussão clínica. Pretende-se alertar os Pediatras, para que estabeleçam a possibilidade desta entidade clínica perante um encurvamento dos membros inferiores, minimizando a ansiedade parental que dela resulte, ressalvando-se no entanto a importância de que sejam observados por ortopedistas atendendo a que há situações clínicas em que o diagnóstico pode não ser tão evidente.por
dc.description.abstractABSTRACT Objective: To describe the case of two children with leg bowing conditioned by tibial angular deformities and to discuss differential diagnosis. Case report: We report the case of two patients referred to a Pediatric Orthopedics Consultation due to leg bowing. No skin patches or other alterations were found on physical examination. Clinical and imaging findings were consistent with congenital posteromedial bowing of the tibia. Favorable outcome was verified, with spontaneous resolution of deformity. Comments: Posteromedial bowing of the tibia is a rare entity, with few cases reported in literature. Its true incidence remains unknown. It implies differential diagnosis with the tibial congenital pseudarthrosis, usually related to neurofi bromatosis. Most often its treatment is conservative, because it tends to resolve spontaneously (mostly under 8 years) without any clinical consequences. Our aim is to alert pediatricians to establish the possibility of this clinical entity when dealing with tibial bowing, minimizing parental anxiety resulting from it. Nevertheless we emphasize the importance of evaluation by an orthopedist as there are clinical situations in which diagnosis may not be as evident.por
dc.language.isoporpor
dc.publisherNascer e Crescerpor
dc.rightsopenAccesspor
dc.subjectDeformidades congénitas das extremidades inferiorespor
dc.subjecttíbiapor
dc.subjectcriançapor
dc.subjectCongenital lower extremity deformitiespor
dc.subjecttibiapor
dc.subjectchildpor
dc.titleDeformidade postero-medial congénita da tíbia: a propósito de 2 casos clínicospor
dc.title.alternativeCongenital posteromedial bowing of the tibia: report of 2 casespor
dc.typearticlepor
dc.peerreviewedyespor
degois.publication.volume22(3)por
Aparece nas colecções:RN&C: Ano de 2013

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
v22n3a08.pdf220,78 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.