Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.16/1632
Título: Alcoolismo na adolescência: a realidade de um Serviço de Pediatria
Outros títulos: Adolescent alcoholism: the reality of a Paediatric Unit
Autor: Aires, Sofia
Neves, sérgio
Cálix, Maria José
Figueiredo, Cecília
Silveira, Alzira
Palavras-chave: Adolescência
alcoolismo
comportamentos de risco
consumos
Adolescence
alcohol
risk behaviours
substance abuse
Data: Mar-2014
Editora: Nascer e Crescer
Citação: Nascer e Crescer 2014; 23(1): 8-11
Resumo: Introdução: O álcool é a droga de abuso mais consumida entre os adolescentes, levando a acidentes, comportamentos de risco, problemas escolares e familiares e dependência. Objetivos: Caracterizar o perfil e o padrão de consumo de álcool dos adolescentes admitidos por intoxicação alcoólica no serviço de urgência pediátrico do Centro Hospitalar Tondela- -Viseu. Métodos: Estudo retrospetivo descritivo dos casos de adolescentes entre os 11 e 17 anos e 364 dias admitidos no serviço de urgência pediátrico do Centro Hospitalar Tondela-Viseu com o diagnóstico de intoxicação alcoólica aguda entre Janeiro 2006 e Dezembro de 2010 (cinco anos). Resultados: Foram admitidos 74 adolescentes com diagnóstico de intoxicação alcoólica aguda, com idade média de 15 anos e maioritariamente do sexo masculino. O contexto dominante foi festivo, com colegas, preferindo as bebidas destiladas. Na admissão a pontuação pela Escala de Glasgow foi em média 12 (7% casos com Glasgow inferior a oito). A taxa de alcoolemia média à entrada foi de 1,78g/l, com um máximo de 3,47g/l. Detetaram-se consumos de outras drogas em 10% dos casos. Como comorbilidades predominaram as lesões tipo escoriações e traumatismos cranianos leves; apenas um caso de fratura supraorbitária. Apenas sete casos necessitaram de internamento superior a 24 horas. Discussão e conclusões: Os consumos dos adolescentes admitidos no nosso serviço são experimentais, em grupo, preocupando as altas taxas de alcoolemia e a exposição ao risco, nomeadamente acidentes. Não se verificaram taxas elevadas de outros consumos.
Introduction: Alcohol is the leading substance abuse among adolescents, and is associated with risk behaviours, school and family problems and dependency. Objectives: To characterize the profile and pattern of alcohol consumption in the adolescents admitted for alcohol intoxication in the paediatric emergency department in Tondela- Viseu Hospital Center, Viseu. Methods: Retrospective descriptive study of the admissions of adolescents in the emergency paediatric department, with the diagnosis of alcohol intoxication during a five years’ period (January 2006 – December 2010). Results: Seventy-four teenagers (aged 11 to 17 years/ mean age: 15 years) were admitted with the diagnosis of acute alcohol intoxication, 77% male. The main context of alcohol abuse was with friends, at parties, and mostly distilled spirits drinks. On admission the average Glasgow Scale score was 12 (inferior to eight in 7%). The average blood alcohol level at admission was 1.78 g/l, with a maximum of 3.47 g/l. Consumption of other drugs was found in 10% of cases. The more frequent co-morbidities were abrasion, lesions and minor head injuries; only one case of supra-orbital fracture. Only seven cases required hospitalization over 24hours. Discussion and conclusions: Alcohol abuse in adolescents admitted to our service was experimental and in group. Major concerns are the high rates of alcohol level and the exposure to risk, including accidents. There weren’t high rates of of use of other drugs.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.16/1632
ISSN: 0872-0754
Aparece nas colecções:RN&C: Ano de 2014

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
v23n1a02.pdf615,24 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.