Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.16/1792
Título: Artrite séptica neonatal – o desafio do diagnóstico
Outros títulos: Neonatal septic arthritis – a challenging diagnosis
Autor: Ferreira, A.
Barbosa, B.
Pereira, A.
Maia, C.
Santos, M.
Palavras-chave: Artrite séptica
osteomielite
recém-nascido
Data: Dez-2014
Editora: Centro Hospitalar do Porto
Citação: Nascer e Crescer 2014; 23(4): 215-218
Resumo: Introdução: O diagnóstico de artrite séptica no recém-nascido é difícil e requer alto grau de suspeição dado que nesta faixa etária a clínica é fruste. Caso clínico: Apresenta-se o caso de um recém-nascido a quem foi diagnosticada paralisia do plexo braquial direito aos 10 dias de vida. Aos 17 dias de vida por limitação da abdução da anca direita levantou-se a suspeita de displasia de desenvolvimento da anca. Foi efetuada ecografia, que corroborou o diagnóstico e o recém-nascido foi encaminhado para consulta de Ortopedia Pediátrica aos 20 dias de vida. Após estudo adequado, concluiu tratar-se de um caso de artrite séptica poliarticular. Atualmente aos oito anos de idade apresenta sequelas no membro superior direito com deformidade e encurtamento do mesmo. Discussão/conclusão: O atraso no diagnóstico e tratamento desta patologia acarreta sequelas futuras que podem ser irreversíveis. Os autores pretendem com a exposição deste caso alertar para a dificuldade e importância do diagnóstico precoce desta patologia.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.16/1792
ISSN: 0872-0754
Aparece nas colecções:RN&C: Ano de 2014

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
09_CasosClinicos-3_23-4.pdf233,87 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.