Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.16/1800
Título: Esofagite herpética: um diagnóstico a não esquecer
Outros títulos: Herpetic esophagitis: a diagnosis to remember
Autor: Pinheiro, M.
Raposo, F.
Carneiro, A.
Veiga, M.
Lopes, L.
Araújo, A.
Martinho, I.
Palavras-chave: Criança
disfagia
esofagite herpética
vírus herpes simplex
Data: Mar-2015
Editora: Centro Hospitalar do Porto
Citação: Nascer e Crescer 2015;24(1):33-6
Resumo: Introdução: A esofagite herpética é uma doença frequente em doentes imunodeprimidos, sendo raros os casos descritos em indivíduos imunocompetentes. Caso clínico: Os autores descrevem o caso de uma adolescente, admitida no serviço de urgência com febre, odinofagia, disfagia para líquidos e sólidos e dor retroesternal, com três dias de evolução. Realizou endoscopia digestiva alta, que revelou erosões lineares e redondas no terço inferior do esófago. O estudo anatomo-patológico das biópsias realizadas foi sugestivo de esofagite herpética. Conclusão: A esofagite herpética é uma doença frequentemente subdiagnosticada na criança e adolescente imunocompetentes, pelo que não deve ser esquecida. O diagnóstico definitivo depende da realização de endoscopia digestiva alta com colheita tecidular. Habitualmente é autolimitada e o tratamento é de suporte. A utilização do aciclovir é controversa, mas o seu início precoce parece encurtar a duração da doença.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.16/1800
ISSN: 0872-0754
Aparece nas colecções:RN&C: Ano de 2015

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
08_NeC_24.pdf384,55 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.