Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.16/1801
Título: Criança com múltiplas equimoses… Serão maus tratos?
Outros títulos: Child with multiple ecchymoses … is it abuse?
Autor: Marcos, S.
Valério, M.
Vilhena, M.
Palavras-chave: Doença de von Willebrand
equimoses
maus tratos
patologia da hemostase
Data: Mar-2015
Editora: Centro Hospitalar do Porto
Citação: Nascer e Crescer 2015;24(1):37-40
Resumo: Caso clínico: Os maus tratos infantis são um problema de saúde pública que pode, em algumas situações, ser mimetizado por patologia da hemóstase. Pretende-se alertar para esta problemática através da descrição do caso clínico de uma criança com quadro de discrasia hemorrágica (equimoses dispersas), em que se levantou a suspeita de abuso físico. Da avaliação realizada, incluindo o estudo da coagulação, conclui-se tratar--se de Doença de von Willebrand tipo I grave, não se tendo provado disfunção social. Comentários: Perante uma suspeita de maus tratos baseada em sinais de discrasia é absolutamente necessário excluir uma alteração da hemostase. A avaliação laboratorial deve ter em conta a história pessoal e familiar de discrasia, as alterações do exame objetivo e a prevalência das patologias. A confirmação diagnóstica de uma patologia da hemóstase não exclui, contudo, um mau trato físico concomitante devendo ser mantida a vigilância da situação social
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.16/1801
ISSN: 0872-0754
Aparece nas colecções:RN&C: Ano de 2015

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
09_NeC_24.pdf82,91 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.