Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.16/599
Título: IMUNOTERAPIA COM VENENO DE HIMENÓPTEROS: A EXPERIÊNCIA DE UMA CONSULTA
Autor: Tomé, S.
Reis, G.
Guedes, M.
Saraiva, L.
Teixeira, F.
Palavras-chave: Veneno de himenópteros
Imunoterapia
Idade pediátrica
Data: 2009
Editora: Sociedade Portuguesa de Pediatria
Resumo: Resumo: Na Europa a prevalência de alergia ao veneno de himenópteros estima-se em 20%. As reacções sistémicas graves são indicação para imunoterapia específica com veneno de himenópteros após confirmação de atopia. Esta é eficaz em 91-100% dos casos de alergia ao veneno de vespa e 77-80% dos casos de alergia ao veneno de abelha. Apresentamos quatro casos clínicos de doentes com reacções sistémicas ao veneno de himenópteros que efectuaram imunoterapia. Três crianças apresentavam alergia ao veneno de abelha e uma ao veneno de vespa. Tinham IgE específica para o veneno de himenópteros, classes IV a VI. A duração da imunoterapia variou entre quatro e sete anos, com diminuição da classe de IgE específica em todos os doentes no final do tratamento. Três crianças tiveram contacto com o alergénio, durante ou após terminarem a imunoterapia, e nenhuma delas desencadeou uma reacção sistémica. A duração da imunoterapia continua a ser controversa. A ausência de reacção após contacto com o alergénio é sugestiva de sucesso do tratamento.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.16/599
Versão do Editor: http://www.spp.pt/Userfiles/File/App/Artigos/14/20090601151319_VOL40_N1_CASUISTICA.pdf
Aparece nas colecções:SPM - Artigos publicados em revistas não indexadas na Medline

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
pdf3.pdf58,3 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.