Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.16/618
Título: Desproporção Ventricular Pré-Natal. Dois casos clínicos
Outros títulos: TWO CASES OF PRENATAL VENTRICULAR DISPROPORTION
Autor: Ferreira, A.
Rebelo, M.
Macedo, A.
Kaku, S.
Palavras-chave: Cardiologia pediátrica
desproporção ventricular
diagnóstico pré-natal
ventrículo esquerdo hipoplásico
Pediatric cardiology
ventricular disporpotion
hypoplastic left ventricle
prenatal diagnosis
Data: 2004
Editora: Revista Nascer e Crescer
Citação: Nascer e Crescer 2004; 13 (1): 35-38
Resumo: RESUMO No feto normal, os dois ventrículos têm dimensões semelhantes, podendo existir uma predominância fisiológica do ventrículo direito (VD) nas últimas 10 semanas de gestação. Quando este predomínio é patológico, denomina-se desproporção ventricular (DV), podendo estar ou não associada a cardiopatia congénita, nomeadamente patologia na entrada ou saída do ventrículo esquerdo (VE) ou do VD. Mais raros são os casos de DV por hipoplasia funcional do VE, com regressão após o nascimento. Os autores apresentam dois casos clínicos exemplificativos destes extremos nesta entidade. Caso 1: Lactente de 4 meses, com ecografias pré-natais normais, internado por insuficiência cardíaca secundária a coartação da aorta e VE de dimensões hipoplásicas. Após aortoplastia, observou-se normalização do VE. Caso 2: Recém-nascido com diagnóstico pré-natal de DV, com VE de dimensões hipoplásicas e veia cava superior esquerda com drenagem no seio coronário. Após terapêutica com prostaglandina endovenosa, verificou-se normalização do VE. Salientam-se a abordagem diagnóstica e a importância da observação seriada das dimensões ventriculares antes e após o nascimento. ABSTRACT In normal fetus, the two ventricles have similar dimensions, with frequent right ventricle physiologic predominance during the last 10 weeks of gestation. When this prevalence is pathological, it is called ventricular disproportion (VD) that can be associated or not with congenital heart disease, namely ventricular inlet or outlet pathology. More rarely, there are cases of functional hypoplastic LV with progressive regression of disproportion after birth. The authors present two clinical cases exemplificative of these extremes in this entity. Case 1: Four months old infant, with normal prenatal echography, admitted with heart failure secondary to coarctation of the aorta and hypoplastic LV. After aortoplasty there was LV normalization. Case 2: Newborn, with prenatal diagnosis of VD admitted with hypoplastic LV and left superior vein cava draining into coronary sinus. After prostaglandins, there was LV normalization. It is pointed out the diagnostic approach and the importance of serial observation of ventricular dimensions before and after birth.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.16/618
Versão do Editor: http://www.hmariapia.min-saude.pt/revista/marco2004/Desporporção%20Ventricular.pdf
Aparece nas colecções:RN&C: Ano de 2004

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Desporporção Ventricular.pdf38,14 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.