Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.16/659
Título: Problemas Alimentares da Infância sem diagnóstico clínico: quando vigiar, quando actuar?
Outros títulos: NONORGANIC CHILDOOD FEEDING DISORDERS: WHEN TO WATCH, WHEN TO INTERVENE?
Autor: Santos, M.
Palavras-chave: Perturbações alimentares não-orgânicas
lactente
criança pequena
Nonorganic feeding disorders
infant
toddler
Data: 2004
Editora: Revista Nacer e Crescer
Citação: Nascer e Crescer 2004; 13 (4): 342-347
Resumo: RESUMO Os problemas alimentares na infância são bastante comuns na clínica. Alguns repercutem-se nos parâmetros do desenvolvimento da criança, enquanto que noutras situações não são impeditivos de um desenvolvimento harmonioso. Em qualquer dos casos, a investigação é, não raramente negativa, dificultando uma terapêutica dirigida à etiologia. As queixas dos pais são persistentes, e os clínicos sentem-se impotentes ou confusos quanto às soluções apropriadas a adoptar. O presente trabalho tem por objectivo proceder à revisão da literatura sobre os quadros principais que se manifestam como dificuldades alimentares na infância, em que não foi possível fazer um diagnóstico pediátrico. Procura-se ainda recordar o processo da função alimentar como uma das aquisições que o bebé necessita regular, e de como este processo está ligado com a vinculação. Ilustram-se com alguns casos clínicos, para se sintetizar algumas linhas orientadoras no seguimento destes problemas pelos clínicos gerais e pediatras, e a oportuna referenciação para serviços ou equipas de saúde mental. ABSTRAT Childhood feeding disorders are common. Some of them result in undernutrition, while others do not interfere with a normal development. In either cases, evaluations are sometimes normal making difficult an etiological treatment. Complains from parents are longstanding, and clinicals feel confused about how to intervene. This paper claims to review feeding disorders without organic factors. It also tries to recall that feeding is a task that babies must regulate, process that is mediated by attachment. Some clinical examples are presented. Finally, guidelines for triage assessment, treatment planning and referring for mental health services are suggested.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.16/659
Versão do Editor: http://www.hmariapia.min-saude.pt/revista/vol1304n/Problemas%20alimentares.pdf
Aparece nas colecções:RN&C: Ano de 2004
ND - Artigos publicados em revistas não indexadas na Medline
DDCC - Artigos publicados em revistas não indexadas na Medline
SIN - Artigos publicados em revistas não indexadas na Medline

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Problemas alimentares.pdf29,95 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.