Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.16/672
Título: Aleitamento Materno Análise da Situação num Meio Semi-urbano
Outros títulos: Breastfeeding – Analysis of the Situation in Semi-urban Environment
Autor: Rebimbas, S.
Pinto, C.
Pinto, R.
Palavras-chave: Abandono precoce
amamentação
prevalência
Early weaning
breastfeeding
prevalence
Data: 2010
Editora: Nascer e Crescer
Citação: Nascer e Crescer 2010; 19(2):68-73
Resumo: RESUMO Introdução: O leite materno é o melhor alimento que uma mãe pode oferecer ao seu filho. Não existe outro leite que tenha as suas qualidades. Objectivos: Conhecer a prevalência do aleitamento materno, os factores de abandono e o período em que ocorre, num meio semi-urbano específico. Material e Métodos: Estudo descritivo, retrospectivo efectuado na Unidade de Saúde Famílias em Lourosa, através de questionário aplicado às mães com filhos entre os 6 e os 18 meses de idade inclusivé, de 1 Julho a 30 Setembro de 2007. O inquérito incluía dados demográficos como a idade da mãe e o nível sócio-económico, e variáveis como o número de fi lhos, hábitos tabágicos, tipo de parto, fontes de informação, intenção de amamentar e duração da mesma, motivos evocados para o seu abandono. Resultados: Efectuados 42 inquéritos, correspondentes a 45,6% das crianças que se enquadravam no estudo. Verificou-se que todas as mães tinham a intenção de amamentar, destas 88,1% iniciaram a amamentação e 30,9% amamentaram durante pelo menos 6 meses. O maior declínio na prevalência deu-se entre o primeiro e segundo mês de vida. As mães possuíam bons conhecimentos sobre a amamentação (90,5%) contudo, persistiam alguns mitos de impacto desfavorável (35,7%). Os técnicos de saúde foram a principal fonte de informação seguindo-se a literatura e a família. Os principais motivos evocados para o abandono do leite materno são subjectivos nomeadamente a não satisfação do bebé, a noção de pouca quantidade e qualidade de leite. Iniciar leite adaptado foi aconselhado pelo médico assistente em 80,5%. Conclusões: A taxa de início da amamentação é aceitável mas ocorre declíneo acentuado durante o segundo mês de vida. A insegurança materna quanto à quantidade e qualidade do seu leite é o principal motivo de abandono de leite materno. Nesta unidade de cuidados de saúde primários é necessário reforçar estratégias para promoção do início e principalmente manutenção da amamentação.
ABSTRACT Introduction: Breast milk is the best food that a mother can give to her child. There is no other milk that has its qualities. Objectives: To determine the prevalence of breast-feeding, the reason for abandonment and the period in which it occurs, in a semi-urban environment. Material and Methods: Descriptive retrospective study conducted at the Health Unit in Lourosa, through a questionnaire applied to mothers with children between 6 and 18 months of age inclusive, from July 1 to September 30, 2007. The survey included demographic data such as age of mother, socio-economic status, the number of children, smoking habits, type of delivery, sources of information, intention and duration of breastfeeding and the reasons given for its abandonment. Results: We obtained 42 questionnaires, representing 45.6% of children who were in the study. All mothers had the intention to breastfeed, 88,1% started breastfeeding and 30,9% breastfed for at least 6 months. The largest decline in prevalence was between the first and original article second months of life. Mothers have good knowledge about breastfeeding (90.5%) however, there are still some unfavorable myths (35.7%). The health staff was the main source of information as also relevant literature and family. The main reasons given for the abandonment of breastfeeding are subjective including the unsatisfaction of the baby, the notion of low quantity and quality of the milk. The invitation of infant formula had the agreement of the attending physician in 80.5%. Conclusions: The rate of initiation of breastfeeding is acceptable but it declined severely during the second month of life. Maternal insecurity as to the quantity and quality of their milk were the main reason for the abandonment of breastfeeding. In this unit of primary health care it is necessary to strengthen strategies to promote the initiation and maintenance of breastfeeding.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.16/672
ISSN: 0872-0754
Aparece nas colecções:RN&C: Ano de 2010

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
v19n2_artAleitMat.pdf169,29 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.