Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.16/704
Título: Hemoperfusão com carvão activado na intoxicação grave por carbamazepina
Outros títulos: Hemoperfusion with activated charcoal in the treatment of severe poisoning by carbamazepine
Autor: Cálix, M. J.
Gonçalves, M.
Castro, J.
Ventura, A.
Vila Real, M.
Vilarinho, A.
Palavras-chave: Carbamazepina
intoxicação
sobredosagem
antiepilépticos
hemoperfusão
carvão activado
alteração do estado de consciência
Carbamazepine
poisoning
overdose
antiepileptic drugs
hemoperfusion
activated charcoal
disturbed level of consciousness
Data: Mar-2011
Editora: Nascer e Crescer
Citação: Nascer e Crescer 2011; 20(1): 23-25
Resumo: RESUMO Caso clínico: Os autores apresentam o caso de uma adolescente admitida no Serviço de Urgência por alterações neurológicas de início agudo e progressivas, existindo na residência um familiar medicado com um antiepiléptico. A avaliação inicial revelou sonolência, discurso adequado, disartria, nistagmo, dismetria bilateral e ataxia da marcha. Foi efectuado doseamento sérico de carbamazepina, que revelou valores muito elevados, confirmando intoxicação aguda por este fármaco. Não houve resposta à administração com carvão activado por via gastrointestinal, havendo mesmo agravamento do estado de consciência. Por esta razão, iniciou hemoperfusão com carvão activado, com recuperação completa do quadro neurológico ao fim de três horas de tratamento. Conclusão: Os autores sublinham as dificuldades na abordagem de intoxicações graves provocadas por fármacos com forte ligação às proteínas, realçando a eficácia da hemoperfusão com carvão activado.
ABSTRACT Case report: The authors present a case of a teenage girl admitted to the emergency room with a sudden progressive neurologic disorder. A family member was on antiepileptic drug treatment. The initial assessment revealed a drowsy adolescent with appropriate speech, though dysarthric, presenting nystagmus and bilateral dysmetria and gait ataxia. Serum assay was performed and revealed high levels of carbamazepine thus confirming acute poisoning with this drug. Activated charcoal therapy was done with no reponse, even with deterioration of the level of consciousness. Hemoperfusion with activated charcoal was then performed with complete neurological recovery within three hours. Conclusion: The authors underline the difficulties in dealing with severe cases of poisoning caused by drugs with high protein binding and emphasize the effectiveness of hemoperfusion with activated charcoal.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.16/704
ISSN: 0872-0754
Aparece nas colecções:RN&C: Ano de 2011

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
v20n1a05.pdf55,16 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.