Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.16/757
Título: A TRANSIÇÃO DO HOMEM PORTADOR DE CARCINOMA DA PRÓSTATA: UMA OPORTUNIDADE PARA A INTERVENÇÃO DO ENFERMEIRO
Autor: Carvalho, J.
Data: 1-Jul-2011
Editora: Gabinete Coordenador de Investigação
Resumo: A TRANSIÇÃO DO HOMEM PORTADOR DE CARCINOMA DA PRÓSTATA: UMA OPORTUNIDADE PARA A INTERVENÇÃO DO ENFERMEIRO Jorge Carvalho1 1Serviço de Urologia, HSA/CHP. Hospital de Santo António, Centro Hospitalar do Porto (HSA/CHP), Porto. Introdução A vivência de uma doença oncológica per si envolve inequivocamente um grande desafio pessoal e familiar. O carcinoma da próstata é actualmente reconhecido a nível mundial como um dos maiores problemas de saúde a afectar a população masculina. O homem portador de carcinoma da próstata submetido a prostatectomia radical experiencia um conjunto mudanças, traduzidas através de um processo de transição. Objectivos Com esta investigação ambicionou-se descrever o processo de transição do homem portador de carcinoma da próstata submetido a prostatectomia radical; compreender as suas necessidades; descrever os recursos mobilizados e conhecer a sua perspectiva sobre o papel do enfermeiro. Por sua vez a implementação da Consulta de Enfermagem tem como objectivo fomentar um processo transição saudável do indivíduo/família; preparar o indivíduo para o período perioperatório (Consulta de Enfermagem pré-operatória) e promover a readaptação funcional e/ou psicossocial (Consulta de Enfermagem pós-operatória). Material e Métodos Efectuou-se um estudo de investigação no âmbito do Mestrado de forma a conhecer o processo de transição do homem portador de carcinoma da próstata submetido a prostatectomia radical através de uma investigação qualitativa, de carácter descritivo e exploratório, através de uma entrevista semi-estruturada para a colheita dos dados e da análise de conteúdo para a decomposição dos mesmos, entrevistando-se 18 participantes. Resultados Pode-se observar que o homem percorre um longo processo de transição marcado por diversos eventos críticos. Pelos discursos dos participantes é destacado o papel do enfermeiro no auxílio à resolução das várias adversidades ocorridas ao longo do processo de transição, sendo exposto através da função de educador e ajuda. Neste sentido, a intervenção do enfermeiro através da Consulta de Enfermagem no pré e no pós-operatório será um elemento importante para a transição saudável do indivíduo, tal como foi destacado pelos participantes. A Consulta de Enfermagem, sendo um lugar privilegiado para o Enfermeiro colocar em prática todas as suas competências, permite uma avaliação da pessoa por parte do Enfermeiro e o estabelecimento de um plano de cuidados visando auxiliar o indivíduo no seu processo de transição. Conclusão Posto isto, a implementação da Consulta de Enfermagem torna-se proveitosa para a vivência de uma transição saudável. A consulta pré-operatória é importante para uma avaliação assertiva e preparação prévia para todo o trajecto que se seguirá e por outro lado a consulta pós-operatória efectiva-se pela necessidade de uma readaptação funcional e/ou psicossocial (em muito relacionada com a possível incontinência urinária e disfunção eréctil) a um novo contexto de vida, sendo esta realidade inequivocamente um dos desafios centrais na actualidade, tendo em vista promover uma melhor qualidade de vida nos indivíduos, considerando o contributo e o valor dos cuidados de Enfermagem.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.16/757
Aparece nas colecções:SUro - Resumos de Posters

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
3as JIIC - Poster 4 - Jorge Carvalho.pdf158,98 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.